Depois da tempestade, a decepção.

Passada a tempestade provocada pelo impacto dos anúncios feitos pelo Snowden, a situação fica ainda mais sinistra. Infelizmente nenhuma das partes envolvidas parece disposta a ceder ou reconhecer que há algo errado, e que é necessário dar uns trinta passos atrás para começar. Há um catatonismo frio e triste no ar.

Mas, o menos disposto, é exatamente o mais atingido. É como se esses loucos, aqueles do outro planeta, de uma galaxia muito, muito distante, estivessem tendo algum tipo de problema que não me diz respeito. A amostra de pessoas que entendem a gravidade do que está acontecendo é tão pequena que a considero desprezível, portanto ninguém está dando a mínima para as denúncias de monitoramento global.

Sejamos honestos: o único que realmente entendem a gravidade da situação, e tem reagido com a ferocidade coerente, é o governo dos USA. Porque será? Porque o governo mais poderoso do Mundo se importa em ser descortinado quando mais ninguém reage. Meu recado imediato ao Obama é que ele pode ficar tranquilo, ninguém fará nenhuma oposição contundente. Pode vestir sua camisa florida e ir surfar no Havaí, pois a “tchurma tá de boa” atualizando seus perfis no Facebook como se não houvesse amanhã.

As pessoas não mudaram seu cotidiano, não se indignaram, nem se manifestaram, nem removeram seus perfis das redes sociais devassas, nem mudaram de e-mail. Nada mesmo. “E para que o mal prevaleça, basta que os bons não façam nada”, então o mal prevaleceu. Ninguém desligou seu celular, ninguém ligou para sua operadora de telefonia para questionar, ninguém mandou uma mensagem para a Microsoft para se queixar, ninguém removeu a sua conta do Gmail do seu Android. Nenhum governo decretou a remoção dos sistemas operacionais envolvidos, nem adoção de políticas de encriptação de dados, nem auditoria de código computacional, nem qualquer tipo de embargo, nem mesmo uma queixa formal.

A falta de reação é tamanha que as vezes me pergunto se não foi um sonho. Talvez uma ressaca daquelas!? Nem mesmo os mais aguerridos defensores da privacidade, da liberdade computacional e da democratização do conhecimento tecnológico, parecem convencidos da gravidade da situação. Movimentos como o do Software Livre, Cultura Digital, Ética Hacker, Dados Abertos e Inclusão digital, estão completamente inoperantes. As vozes dissidentes, antes orgulhosos de serem os “radicais livres”, hoje se escondem por trás de desculpas meramente humanas e mundanas, para continuar com suas contas do Gmail, Facebook e usar seus iPads e iPhones. Sinto um pesar desmedido ao escrever estas linhas.

As redes sociais devassas, com o apoio massivo das mídias tradicionais e o uso perverso do marketing, conseguiram incutir na cabeça dos supostos revolucionários digitais, que está tudo bem, ou que é aceitável, ou que é inevitável reagir, ou que se ganha mais do que se perde, ou que não há nada a esconder, ou que “eles” não estão interessados em você. Se qualquer uma dessas opções fosse verdade, não teriam sido investidos bilhões de dólares na criação de ferramentas, propaganda, e análise de dados. Você é muito importante para “eles”, então não desligue agora. Especialmente você que acha que o Mundo deve ser um lugar melhor, pois você é a verdadeira ameaça.

Quanto vale saber com a devida antecedência a opinião pública? Esse é o sonho mais sonhado pelo capitalismo, saber antes para poder se alinhar e explorar em seu benefício essa “tendência”. E não estou me referindo ao simples alinhamento econômico, não estou me referindo ao lançamento de mais um produto da cultura Yankee que você e seus filhos vão adorar. Estou me referindo ao alinhamento político que permite controlar países e o destino de milhões de uma vez só. Assim não é preciso esperar as próximas eleições para ter certeza se os atos políticos estão surtindo o efeito desejado. Basta analisar os dados do “Face”. É por isso que estão estimulando que todos façam parte. É a chamada rede social revolucionária! A responsável pela libertação dos países árabes. Mentiras puras e maquinadas para te estimular a ficar por lá.

Faça algo pela sua liberdade e pela do resto do Mundo. A moda é imbecilizante por que ela atende a interesses maiores. Saia da Matrix!

Então nos veremos por ai, no mundo real, na Internet livre, segura, encriptada e das redes sociais federadas. Ou não nos veremos.

Saudações Livres!

Anahuac