Anti OSI

O que não consigo mais conceber é que eu seja um radical livre dentro da suposta comunidade de radicais livres do suposto movimento Software Livre.

Eu não mudei, as 4 liberdades não mudaram, o conceito filosófico do Software Livre não mudou. Quem mudou foram “vocês”, usuários de Softwares Proprietários e redes sociais devassas e serviços cloud privativos, que tem a cara de pau de se definirem como ativistas Software Livre!

São vocês, os incoerentes, que se tornaram complacentes e criaram uma nova categoria de ativistas cibernéticos que não lutam mais, não se movimentam mais, que não transgridem mais. Na verdade é o oposto, se renderam às facilidades dos serviços prontos, ao comodismo do pacote fechado, do argumento do todos estão lá.

Sinto vergonha alheia quando vejo um coordenador de evento de Software Livre usando iPhone e se justificando que ele tem a liberdade de escolha. Me causa tristeza ver o especialista em segurança palestrar sobre proteção a privacidade usando Facebook. Me falta ar ao ver os um dia vanguardistas do Projeto Software Livre Brasil, se justificando por fomentar o uso das redes sociais devassas, sem perceber que estão na jaula de ouro.

Quero muito poder me reunir com meus iguais outra vez. Mesmo que sejamos poucos. Já fomos poucos antes. Eramos um “bando de irmãos” que acreditávamos que não havia desculpa possível para usar Software Proprietário. Nem comodidade, nem preço, nem liberdade de escolha: GNU e nada mais.

Urge que os defensores do modelo OSI de militância e modelo de produção mostrem suas caras e deixem de confundir as pessoas. Software Livre não é, por definição, tolerante com as transgressões a sua filosofia. Não gosta? Saia. É seu direito. Mas não se apresente mais como membro e defensor de algo no qual você não acredita. Isso só faz de você um sabotador. Seja honesto com você mesmo e saia. Reavalie seus conceitos e fique.

Eu não defendo os ideias do Código Aberto. Eu sou defensor do Software Livre. GNU mais que Linux, Stallman mais que Jobs, GPL mais do que qualquer licença OSI, Hacker mais que Cracker e privacidade acima de tudo.

Se não for suficiente o argumento, então serei seu pior pesadelo.

Saudações Livres!


English version

 

This is the new counterrevolution against the Open Source Initiative distortions over Free Software.

OSI stands for a new production model, a collaborative way of doing thing in a better way. But not for you or for the World benefit. This is a beautiful mask to hide the real thing: greed!

Companies excuse themselves behind this smokescreen of been open, collaborative, open source supporters… crap! crap! crap! Is like cars industries standing for the ecology!

We are tired of people being deceived by this demonization of the Free Software philosophy.

Make Richard Stallman seems like a crazy, old, sixties hippie, that chants paranoid nonsense about freedom, technology, respect, dreams, equality and the love by your neighbor, is a premeditated action to distract people from what really matters: freedom.

We stand for:

  • GNU over Linux
  • Stallman over Jobs
  • Diaspora over Facebook
  • GPL over any OSI Licence
  • Local data over cloud data
  • Privacy at all cost
  • Hacker over cracker

There is no more acceptable that companies play along under a “Open Source Shield” to look nice enough to people trust them. The same with a lot of Free Software activists that are not more than wolfs in sheep’s clothing, advocating in favor of Open Source ideals and declaring that be a Free Software radical is a bad thing.

There is no such thing as a radical Free Software activist. It is up to you to decide what did you stand for. A moderated Free Software activist is a OSI activist, so stop deceiving people and be straight. Tell them that!

A Free Software activist stands for freedom over anything else. There is no production model, marketing rules, market share or any other crappy excuse to get over it.

So, for a new revolution inside the revolution! Fuck off OSI!

 

 

Maybe you are wondering who are we? – “Your worst nightmare”